D. Dinis - O Lavrador

D. Dinis – O Lavrador

D. Dinis foi um grande poeta que escreveu mais de cem poemas e as músicas que os acompanhavam. Preocupou-se também com desenvolver o nosso país, em especial a agricultura. Ficou, por isso, conhecido como o Lavrador ou o Poeta. Vamos descobrir um pouco mais sobre a sua vida.

  • D. Dinis, filho de D. Afonso III e de D. Beatriz, nasceu em Lisboa no ano de 1261.

  • Em 1282, D. Dinis casou com D. Isabel de Aragão. Deste casamento nasceram dois filhos: D. Constança e D. Afonso, futuro rei D. Afonso IV.

  • Por gostar muito da língua portuguesa, D. Dinis tomou algumas decisões muito importantes: fundou, em Lisboa, a primeira universidade portuguesa e decidiu que todos os documentos do reino deviam passar a ser escritos em português e não em latim como era habitual.

  • D. Dinis gostava muito de ler e de escrever poemas. Nesta época, os poetas eram chamados trovadores, e os poemas chamavam-se cantigas, porque eram cantados por jograis. Um jogral era uma pessoa que tocava, cantava, dançava e fazia acrobacias para animar os serões da corte.

  • D. Isabel preocupava-se muito com ajudar os pobres e, por isso, era muito amada pelo seu povo. Foram-lhe atribuídos vários milagres, sendo o mais famoso o Milagre das Rosas. D. Isabel ficou conhecida como Rainha Santa Isabel.

  • A rainha D. Isabel procurou sempre a paz. Diz uma lenda que, certo dia, quando D. Dinis e o seu filho se preparavam para lutar, foi até ao campo de batalha, montada num burro. Não se sabe o que lhes disse, mas as suas palavras amigas fizeram que desistissem de combater.

  • Como D. Dinis se preocupava com o seu povo e o seu país, mandou plantar o grande pinhal de Leiria, vinhas, pomares e atribuiu algumas herdades.

  • D. Dinis também quis desenvolver o comércio e criou as Feiras Francas. As Feiras Francas eram feiras onde os comerciantes vendiam os seus produtos sem pagar impostos ao rei.